ARTIGO

14 DE MARÇO: DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE INCONTINÊNCIA URINÁRIA

14 DE MARÇO: DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE INCONTINÊNCIA URINÁRIA

Por Aline Francia CREFITO 9 – 104787 – Fisioterapeuta

 

 

 

 

A Incontinência Urinária é um problema de saúde pública, definido pela perda involuntária de urina. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, no Brasil mais de 10 milhões de pessoas (entre homens e mulheres), de diferentes faixas etárias, sofrem com essa disfunção que é mais comum em mulheres e pode interferir nas atividades diárias e na qualidade de vida.

 

No idoso, um em cada três, tem sintomas de incontinência urinária. O problema é comum, mas muita gente tem vergonha de falar sobre ele, ou simplesmente acredita que ficar incontinente faz parte do processo de envelhecimento.

 

O dia Mundial da Incontinência Urinária, é um dia muito importante para a conscientização sobre os sintomas e para lembrar que a incontinência pode ser tratada: primeiramente a pessoa deve procurar um profissional da saúde para ajudá-lo a identificar o tipo de incontinência e nortear o melhor tratamento a ser realizado.

 

 

 

Os principais tipos de incontinência urinária são:

 

 

 

·        INCONTIÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO: a pessoa perde urina ao rir, tossir, espirrar, exercitar-se, subir escadas, levantar peso ou exercer alguma outra forma de pressão sobre o assoalho pélvico. Atinge especialmente mulheres em meia idade, por influência das alterações hormonais, sobrepeso/obesidade e fraqueza da musculatura do assoalho pélvico.

 

·        INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE URGÊNCIA: é uma vontade repentina de urinar, na qual muitas vezes não é possível chegar a tempo ao banheiro antes que haja o vazamento de urina. Isso pode acontecer mesmo quando há pouca quantidade de urina na bexiga e uma das maiores causas é a Síndrome da Bexiga Hiperativa. É o principal tipo que acomete idosos.

 

·        INCONTINÊNCIA URINÁRIA MISTA: quando há características de mais de um tipo de incontinência.

 

O tratamento varia de acordo com o tipo, a causa e a gravidade, podendo muitas vezes haver uma combinação de abordagens interdisciplinares com o médico e fisioterapeuta. Pode ser apenas comportamental (orientações e mudanças na rotina), ou usar de recursos da fisioterapia pélvica, medicamentos e cirurgias, em casos mais graves.

 

Estudos demonstram que a fisioterapia pélvica pode melhorar a condição do paciente com incontinência urinária em até 80% dos casos ou até levar à cura. Mundialmente é reconhecida como PADRÃO OURO E PRIMEIRA OPÇÃO DE TRATAMENTO para a maioria dos casos.

 

 

 

Os recursos utilizados, vãos desde a cinesioterapia com os conhecidos exercícios de Kegel e cones vaginais, eletroterapia e neuromodulação, até técnicas mais modernas de tratamento, como o biofeedback de pressão ou eletromiográfico, radiofrequência, game terapia e realidade virtual.

 

Atente-se aos sintomas da incontinência urinária, sejam eles o aumento do número de idas ao banheiro, a dificuldade de segurar urina ou qualquer perda, independente do volume. Uma avaliação e intervenção precoce podem retardar a evolução do quadro e mitigar o impacto psicossocial do problema.

 

 

 

 

 

 

 

Por Aline Francia

 

CREFITO 9 – 104787 – F

 

Fisioterapia Pélvica e Estética Intima

 

Pioneira no tratamento com Radiofrequência em Cuiabá

 

 

 

 

 

 

 

 


Voltar
Portal Transparência
Boletim Informativo Cartilha de Controle Social Estágio Não Obrigatório De carona com o fiscal

AGENDA DE EVENTOS

MAIS EVENTOS >
  • 22 a 22
    Fórum “AVANÇOS E DESAFIOS DO REDOME NO ESTADO DE MATO GROSSO” - Auditório Milton Figueiredo/ALM-MT - Informações
  • 30 a 02
    XXII Congresso Brasileiro de Fisioterapia - Local: Belo Horizonte – Minas Gerais - Informações
  • 30 a 02
    XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE FISIOTERAPIA - Belo Horizonte, Minas Gerais - Informações

O Crefito-9 é mero divulgador do conteúdo publicado aqui: não nos restando responsabilidade, compromisso ou parceria com as publicações.

ENQUETE

Como garantir valorização e dignidade profissional?

Mudanças da legislação

União da categoria

Evitar privatização do SUS

CAMPANHAS E SERVIÇOS DO COFFITO

Transparência Fale Conosco Ouvidoria
Copyright © 2012 CREFITO-9 - CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 9ª REGIÃO