Alta Segura

Crefito-9 fala da importância da Fisioterapia no tratamento e recuperação de pacientes com Covid-19

 

Comunicação | CREFITO-9

 

Desde o ano passado, Crefito9 tem feito alerta a sociedade sobre a necessidade e importância da reabilitação pós-Covid-19. São inúmeras as sequelas desde a síndrome pós-covid ou termo long covid nos pacientes mais graves, submetidos a internação prolongada, como também naqueles que tiveram sintomas aparentemente leves. Em estudo publicado pelo Journal of the American Medical Association (Jama) de um total de 143 pacientes avaliados na Itália mais de dois meses depois de terem alta, apenas 18 estavam completamente livres de qualquer sintoma relacionado ao coronavírus, enquanto 87,4% relataram persistência de pelo menos um sintoma, entre eles fadiga (53,1%) e falta de ar (43,4%). Dor nas articulações foi observada em 27,3% e dor no peito, em 21,7%. Além disso, 44,1% dos pacientes apresentaram piora da qualidade de vida. O detalhe é que apenas 12,6% haviam tido a forma aguda da doença com passagem por uma UTI — nesses casos, é previsível que as sequelas permaneçam por um período mais longo enquanto dura a reabilitação. Portanto todos os pacientes que tiveram Covid-19 em algum grau necessitam de reabilitação imediata.

 

A reabilitação inicia ainda no leito hospitalar e deve ser dada continuidade ao tratamento no pós-alta, dai a importância das equipes encaminharem seus pacientes para a reabilitação, para que ele possa retomar a suas atividades de vida diária com qualidade de vida e o mais importante que ele não precise retornar ao serviço de alta complexidade com complicações ainda mais severas.

 

A presidente do Crefito9, Dra. Ingridh Farina, destacou a necessidade de um plano de alta segura dos hospitais não só regulando os pacientes para a rede de reabilitação, mas também preparando protocolos ambulatoriais de reabilitação imediata intra-hospitalares, visando os pacientes de internação mais prolongada.

 

“No início do mês de março, o Crefito9 encaminhou documento a todos os hospitais públicos e privados, RTs, coordenadores e Fisioterapeutas de serviços hospitalares orientando sobre a alta segura e a necessidade da continuidade do tratamento dos pacientes no pós-alta hospitalar”, disse a presidente.  

 

 

 

 

A falta de ar, a perda do olfato, do paladar e o cansaço atingem com frequência os pacientes logo após o contágio, mas muitas pessoas têm esses sintomas prolongados, como se a infecção tivesse se tornado crônico. Esse tipo de caso se tornou frequente nos últimos meses, após a primeira onda da doença, em março e abril do ano passado, envolvendo muitos saberes da equipe multidisciplinar como o Fisioterapeuta e o Terapeuta Ocupacional.

 

A demanda por esses profissionais aumentou exponencialmente neste período, e precisamos agora qualificar nossa atenção também na reabilitação pós-covid. Também, de acordo com pesquisa realizada por uma revista jurídica online, a demanda por contratação de fisioterapeutas respiratórios e hospitalares teve um aumento de mais de 1000%, e a reabilitação está apenas começando.

 


Voltar
Portal Transparência
Boletim Informativo Cartilha de Controle Social Estágio Não Obrigatório De carona com o fiscal

AGENDA DE EVENTOS

MAIS EVENTOS >
  • 12 a 15
    Simpósio Internacional de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva - Centrosul - Florianópolis 2021 - Informações

O Crefito-9 é mero divulgador do conteúdo publicado aqui: não nos restando responsabilidade, compromisso ou parceria com as publicações.

ENQUETE

Onde você gostaria que o Crefito-9 investisse sua anuidade de 2021?

Abertura de novas subsedes

Educação continuada e capacitações

Benefícios

Novos projetos

Tecnologia

CAMPANHAS E SERVIÇOS DO COFFITO

Transparência Fale Conosco Ouvidoria
Copyright © 2019 CREFITO-9 - CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 9ª REGIÃO